Internet 7 x 1 em 5 séculos de pesquisa em jornalismo

Data da publicação original:
4/11/2021
.
Veiculado originalmente por:
.
especial para
Lab Jornalismo 2050®.
Imagem:
Amanna Avena
Amanna Avena
/
.

Dou-me por vencido quanto ao “manual de redação” da internet, pelo qual o robô, burro que é, não entende português com voz passiva. “Um caminhão de maconha foi apreendido” virou “A polícia apreendeu um caminhão de maconha”. 5̶ ̶s̶é̶c̶u̶l̶o̶s̶ ̶d̶e̶ ̶p̶e̶s̶q̶u̶i̶s̶a̶

Mas não somente isso, infelizmente. Parei de implicar com os “detalhes” que me oferecem nos telejornais. Os âncoras dizem “agora todos os detalhes”. E eu pensava “mas não são ‘informações’?”. Agora, assisto aos “detalhes” e deixo passar batido.

Sem contar ainda a péssima conjugação do imperativo. É “acesse” o site. E não “acessa”. A menos que haja mudança de tempo verbal. “Você acessa o site para saber quando o mundo vai acabar de vez”, por exemplo. Mas quer falar errado? Beleza. Fale mascar chicrete também.

Referências

No items found.

Outras publicações

Conteúdo licenciado sob
CC BY-NC-SA 4.0
Lab Educação 2050 Ltda
47.078.846/0001-08